Atestados

Atestado médico falso: como evitar?

A emissão de atestado médico falso tem se tornado um problema crescente no ambiente corporativo. Saiba como evitar.


A emissão de atestado médico falso tem se tornado um problema crescente no ambiente corporativo. Esse documento, que deveria ser um instrumento para garantir a saúde e bem-estar do trabalhador, é, muitas vezes, utilizado de maneira indevida para justificar ausências e faltas ao trabalho. Além de prejudicar a produtividade da empresa, essa prática configura um ato ilícito que deve ser tratado com seriedade.

A emissão e o uso de atestado médico falso não só afetam negativamente o desempenho da equipe, como também implicam em consequências legais graves tanto para quem emite quanto para quem utiliza o documento. Sendo assim, empresas precisam estar preparadas para identificar e lidar com essa situação de forma adequada, garantindo que seus interesses sejam protegidos e que a justiça seja cumprida.

Consequências Legais do Atestado Médico Falso

Emitir ou utilizar um atestado médico falso é considerado crime de falsidade ideológica, conforme previsto no artigo 299 do Código Penal Brasileiro. A pena para quem comete esse delito pode variar de um a cinco anos de reclusão, além de multa. Portanto, qualquer profissional que participar de uma fraude como essa estará sujeito a penalidades severas.

Identificação de atestados falsos

Para combater o uso de atestado médico falso, é crucial que a empresa adote medidas eficazes para identificar esses documentos. Isso pode incluir a verificação minuciosa dos atestados apresentados, checando a autenticidade junto aos profissionais de saúde mencionados, além de observar padrões suspeitos, como a frequência e o período das ausências justificadas.

Tenha procedimentos internos

Ao suspeitar de um atestado médico falso, a empresa deve seguir um protocolo interno bem definido. Isso inclui a realização de uma investigação interna, durante a qual o funcionário será convidado a prestar esclarecimentos. Caso a fraude seja confirmada, o empregado poderá ser submetido a medidas disciplinares que podem culminar na demissão por justa causa.

Adote medidas preventivas

Para prevenir o uso de atestado médico falso, é fundamental que a empresa crie uma política clara e rigorosa sobre a apresentação desses documentos. Orientar os funcionários sobre as consequências legais e administrativas desse ato, além de promover um ambiente de trabalho saudável e transparente, são ações que podem minimizar a ocorrência de fraudes.

Utilize a Closecare

Empresas que buscam uma solução eficaz e descomplicada podem encontrar na Closecare uma excelente opção para a gestão de atestados. 

Com a Closecare, os colaboradores enviam atestados via aplicativo web, e todas as informações são analisadas por Inteligência Artificial, sempre em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados. Isso garante que os documentos sejam validados, rejeitando aqueles que não atendem às políticas da empresa e integrando diretamente ao sistema de folha os atestados aprovados, abonando assim as faltas dos colaboradores.

Temas relacionados

 

 

Faça parte da nossa comunidade

Esteja sempre atualizado com as últimas novidades para sua empresa. 

 

Assine a nossa News